Tire suas dúvidas sobre viver em um condomínio, e escolha a melhor opção para você e sua família.

Morar em um condomínio fechado pode representar mais segurança, mais privacidade e mais facilidades. Há uma demanda crescente nos últimos anos por imóveis em condomínios fechados, sejam condomínios de casas ou apartamentos. Esse tipo de moradia sugere mudanças no estilo de vida, mas não necessariamente representa um aumento dos gastos, além de oferecer inúmeros benefícios.

A cota condominial geralmente é superior àquela praticada por condomínios sem opções de serviços e lazer. No entanto, os benefícios acabam compensando. O valor que a pessoa teria que pagar para ter acesso aos mesmos benefícios fora do condomínio e os deslocamentos necessários, principalmente em grandes cidades, são pontos a favor dos condomínios. Inclusive, a maior oferta de serviços e lazer pode valorizar seu imóvel ao longo do tempo. Veja aqui as vantagens e decida o que é melhor para você e sua família:

  • Custos: Se o valor do condomínio pode pesar no bolso, os gastos com manutenção, limpeza, segurança de uma casa isolada ou de rua podem ser equivalentes. Especialmente locais com grande quantidade de moradores ajuda a diluir as altas, facilitando o pagamento. Além disso, vivendo em um condomínio, outras pessoas, como síndicos e administradores, deverão arcar com a responsabilidade de supervisionar obras e infraestrutura, coordenação de equipe de funcionários, pagamento de pessoal e solução de problemas cotidianos.
  • Segurança: viver em um condomínio garante mais segurança, pois a estrutura de segurança do local é bastante eficiente, contando com muros, cercas elétricas, guarita e vigilantes, no caso de condomínios de casas, além de porteiros 24h por dia, câmeras de identificação e outros aparatos, garantindo a tranquilidade dos condôminos e controlando entradas e saídas. Uma opção importante em tempos de crescente violência urbana.
  • Limpeza e infraestrutura: você não precisa se preocupar com limpeza de áreas externas e de uso comum, como corredores, elevadores, entrada, jardim, playgrounds, salões de festas, pois os custos – que incluem pessoal e materiais de limpeza – estão embutidos no valor das taxas condominiais e são divididos por todos os moradores.
  • Lazer e serviços: cada vez mais, condomínios oferecem diversas opções de lazer e entretenimento para os moradores. Hoje, os empreendimentos vão além do básico, que inclui piscina e sauna, playground, churrasqueira e salão de festas. Surgem os condomínios-clube que praticamente dispensam a necessidade de sair de casa, pois estes empreendimentos se assemelham a um mini-bairro, com mercados, academias de ginástica, pistas de corrida, pequenas salas de cinema, quadras poliesportivas, espaços gourmet, salão de beleza.

Alguns condomínios ainda incluem serviço de transporte, com linhas de ônibus próprias para diversos pontos da cidade, tornando mais prática e segura a vida de moradores. Essa estrutura beneficia especialmente famílias com crianças pequenas, facilitando o dia a dia, com mais segurança.

  • Natureza: pontos verdes nas grandes cidades, alguns condomínios ainda disponibilizam para seus moradores áreas abertas como bosques nativos, praças, lagos artificiais, que se tornam espaço para a prática de atividades físicas e para a convivência entre os moradores, favorecendo um contato com o ar puro e a vegetação. Essas áreas são preservadas e recebem manutenção periódica. Além dos benefícios para a saúde de viver em contato com a natureza, longe da poluição, esses espaços são privilegiados pelo silêncio e tranquilidade.

Atenção

Antes de comprar sua casa ou apartamento em um condomínio, é preciso ter em mente que há algumas limitações. Para quem gosta de receber amigos, fazer festas em casa, ouvir som alto, talvez esse tipo de habitação não seja a melhor opção, pois é preciso seguir as regras do condomínio, respeitando os outros moradores. No caso de um condomínio de casas, muitos empreendimentos exigem que sejam seguidos padrões pré-estabelecidos de construção, como normas em relação a metragem mínima, tamanho do jardim, estilo arquitetônico.

Em prédios, obras internas precisam passar por autorização do síndico, de acordo com determinadas regras estabelecidas, para não comprometer a estrutura do prédio. A instalação de antenas de tv a cabo e de fiação de linhas telefônicas e internet também precisa passar por autorização e seguir determinados padrões. Janelas e portas precisam seguir o padrão do prédio também, definido nas normas internas da convenção do condomínio. A presença de animais também pode ser proibida, de acordo com as regras do condomínio, e isso precisa ser verificado antes de fechar o negócio de compra ou aluguel, caso você tenha algum animal de estimação.