INFORME SEU WHATSAPP E ENTRAREMOS EM CONTATO






Entre em contato conosco



Vendas de imóveis novos cresceram 26,1% no Brasil em 2020, diz Abrainc

A Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) divulgou nesta terça (2) o bom desempenho do segmento de imóveis novos no Brasil em 2020.

 

De acordo com o órgão, as vendas de imóveis novos no País totalizaram 119.911 unidades entre janeiro e dezembro do ano passado.

 

O número representa um salto de 26,1% em relação ao registrado nos 12 meses de 2019. Os lançamentos de novas unidades também foram maiores – 1,1% -, somando 113.191 imóveis no período.

 

Os dados coletados em conjunto com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) consideraram diversas cidades, mas com foco especialmente no Sudeste do país.

 

A Abrainc divulgou também que as vendas relacionadas aos empreendimentos conhecidos como Casa Verde Amarela (CVA) cresceram 5,8% em 2020.

 

O setor acabou impulsionando o desempenho do mercado imobiliário como um todo, respondendo por 77,8% das vendas totais, ante uma soma de 70,2% de 2019.

 

Já os imóveis de médio e alto padrão apresentaram queda. O número foi 7,7% menor do que o total de imóveis vendidos em 2019, e representou apenas 22,2% das negociações no ano.

 

Crédito imobiliário

Em um ano marcado pela retração econômica global causada pela pandemia da covid-19, a Caixa voltou a superar a marca anterior em termos de concessão de crédito imobiliário.

 

O banco estatal divulgou recentemente o resultado da sua carteira de financiamento habitacional em 2020: foram concedidos R$ 509,8 bilhões para pessoas adquirirem imóveis, superando os R$ 465,1 bi financiados em 2019.

 

As contratações de crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) evoluíram de R$ 26,6 bi para R$ 53,7 bi em 2020 – repetindo o crescimento superior a 100% que já tinha sido registrado entre 2018, quando foram concedidos R$ 13,5 bi, e 2019.

 

A Caixa continua sendo o maior financiador da casa própria no país, embora sua participação tenha diminuído de 69,2%, patamar atingido em 2019, para os 68,8% com que fechou o ano passado.

 

Caixa: novos imóveis

Pouco mais de 52,6 mil unidades habitacionais de interesse social foram entregues a famílias com renda mensal de até R$ 1.800,00, beneficiando a cerca de 210,3 mil pessoas.

 

Além disso, o banco estima que a construção de 2,3 mil novos empreendimentos – o que totaliza 286,3 mil novas unidades habitacionais – possibilitou a geração de cerca de 1,9 milhão de empregos diretos e indiretos.

 

Devido ao impacto financeiros da pandemia no orçamento de muitas famílias que financiaram seus imóveis com a Caixa, o banco ofereceu a possibilidade destes clientes negociarem uma pausa do pagamento das parcelas dos contratos habitacionais.

Conheça todos os nossos empreendimentos